28/10/2013

Programas da década de 90

Assim de repente qual é o primeiro programa que vos vem à cabeça??????


A mim é sem dúvida o "Big Show Sic"!!! Ahahahah! Quem não se lembra do famoso macaco Adriano? Ou das bailarinas todas descascadas a dançar ao lado do João Baião que dizia repetidamente "vá fazer o seu xixi'zinho"! Se não se lembram, vejam ou revejam aqui esta pérola:



E quem se lembra do programa All you need is love com a Lídia Franco e depois com a Fátima Lopes? (O recente anúncio da optimus em que também cantam esta música do All you need is love faz-me sempre lembrar este programa!!)



E outro.... "Sabes que começou no A...." é isso mesmo Super Buerére com a Ana Malhoa, ainda se lembram? Quero querer que a mania do "bué isto" e "bué aquil"o é da geração que via este programa! lol! Vamos lá cantarolar um bocadinho:




Outro programa bem conhecido desta década foi os Jogos sem fronteira, quem não se lembra da musiquinha do genérico?



E se vos disser: "Ponha, ponha, ponhaaaaaaaa!!!!" diz-vos alguma coisa? Diz não diz... pois é! O fantástico programa Agora ou Nunca:



Este se bem me lembro dava depois do almoço e tinha "histórias" surreais, nunca percebi se eram situações reais ou não, mas na altura era muito pequena para pensar nisso e agora sinceramente já não quero saber. Quando pediam opinião ao público era a minha parte preferida! LOL



E por fim vou acabar com um que me trás as melhores recordações: 


Love it: A Thousand Years by Christina Perri



A Thousand Years

Heart beats fast
Colors and promises
How to be brave
How can I love when I'm afraid to fall
But watching you stand alone
All of my doubt suddenly goes away somehow

One step closer

I have died every day waiting for you
Darling, don't be afraid I have loved you
For a thousand years
I'll love you for a thousand more

Time stands still
Beauty in all she is
I will be brave
I will not let anything take away
What's standing in front of me
Every breath
Every hour has come to this

One step closer

I have died every day waiting for you
Darling, don't be afraid I have loved you
For a thousand years
I'll love you for a thousand more

And all along I believed I would find you
Time has brought your heart to me
I have loved you for a thousand years
I'll love you for a thousand more

One step closer
One step closer

I have died every day waiting for you
Darling, don't be afraid I have loved you
For a thousand years
I'll love you for a thousand more

And all along I believed I would find you
Time has brought your heart to me
I have loved you for a thousand years
I'll love you for a thousand more

25/10/2013

Halloween??? Eu sou do tempo...


... do Pão por Deus, está claro! É em momentos como estes em que começo a sentir que o tempo passa. É saber que possivelmente quando tiver filhos vou ter de lhes dizer que no meu tempo não havia nada dessas coisas do Halloween (que nem sabia como se escrevia!lol), e explicar que isso é um estrangeirismo que o original português chama-se Pão por Deus. Eles acharão com certeza um nome completamente em desuso e acharão o conceito pré-histórico.

Como vim do campo, como costumo dizer, tive a felicidade de ter essa magnifica experiência do Pão por Deus. No dia de Todos os Santos, dia 1 de Novembro, era a excitação. Preparar um saco do pão, daqueles de tecido e quanto maior melhor e de preferência levar um extra no bolso não fosse haver ofertas generosas. Depois era ir para a rua, bater todas as portas a gritar Pãoooooo por Deuuuuussss. Era importante acentuar o grito na palavra Deus para ver se este nos ajudava a receber mais goluseimas. Era raro haver uma porta que não abrisse e que não nos desse qualquer coisa. Davam de tudo: broas, frutas frescas, nozes, chupas, chocolates, dinheiro e muitoooooss rebuçados. 

O melhor mesmo era quando íamos a pessoas que acabavam por perceber que se calhar ainda éramos da mesma família, talvez primos afastados e aí sim recebíamos uma porção generosa de doces. 

Era um dia em cheio. Chegávamos a casa radiantes de tantas goluseimas. Depois havia o ritual de separar iguais com iguais, os preferidos e os que não gostávamos. E depois, claro, havia as trocas. E era assim que se passava este dia. Não me lembro de haver dores de barriga até porque acho que a minha mãe acabava por fazer desaparecer grande parte das guloseimas para evitar isso. Mas ficava sempre a promessa que no próximo ano levaríamos um saco maior, ou melhor ainda mais um saco!

Depois crescemos e começamos a ficar com vergonha de andar a pedir porta-a-porta e a tradição vai deixando de ser o que era. Hoje em dia já não existe, ou melhor existe mas uma versão sofisticada em que as máscaras de bruxas e de fantasmas e o conhecido "trick or treat" escondem os antigos "pedintes" que gritavam o conhecido Pão por Deus.

Veremos o que será daqui a 10 anos....

Imagens retiradas daqui e daqui.

24/10/2013

'fancy

Gosto desta pulseira!
68€, podem ver aqui.

Amizade


“Preciso de Alguém
Que olhe nos meus olhes quando falo.
Que ouça as minhas tristezas e neuroses com paciência e, ainda que não compreenda, respeite os meus sentimentos.
Preciso de alguém que venha lutar ao meu lado sem precisar de ser convocado.
Alguém amigo suficiente para me dizer as verdades que não quero ouvir, mesmo sabendo que posso ficar irritado por isso.
Nesse mundo de céticos, preciso de... alguém que creia nessa coisa misteriosa, desacreditada, quase impossível: a amizade.
Que teime em ser leal, simples e justo.
Que não se vá embora se algum dia eu perder o meu ouro e não for mais a sensação da festa.
Preciso de um amigo que receba com gratidão o meu auxilio, a minha mão estendida, mesmo que isto seja muito pouco para suas necessidades.
Preciso de um amigo que também seja companheiro nas farras e pescarias, nas guerras e alegrias, e que no meio da tempestade, grite comigo:
“Nós ainda vamos rir muito disso tudo…”
E ria muito.
Não pude escolher aqueles que me trouxeram ao mundo, mas posso escolher meus amigos.
E nesse busca empenho a minha própria alma, pois com uma Amizade Verdadeira, a vida se torna mais simples, mais rica e mais bela …”
(Charlie Chaplin)

22/10/2013

Recrutamento de contribuidoras para o blog RL


No facebook já vos tinha falado da ideia de arranjar contribuidoras para o blog, pois como sabem neste momento com o novo trabalho acabo por estar mais ocupada e não ter tanto tempo para o blog como gostaria.

Atenção que esta ideia não é minha. Vi em outros blogs e gostei muito do conceito porque acaba por ter sempre coisas novas e pontos de vista diferentes permintindo ao blog alcançar mais pessoas.



Assim, estive a pensar e gostaria de "recrutar" pelo menos 3 contribuidoras.

Requisitos:

 Adorar escrever
 Adorar  fotografia & imagem
 Adorar a categoria sobre a qual vão escrever
 Escrever 1 post por semana durante 3 meses

Exemplo de categorias: moda, beleza, receitas, viagens, decoração, insólitos, fofocas, dicas, vendas (podem promover a vossa loja online ou artigos que fazem para venda), etc., etc.

Candidatura:

Enviar email para rosa.lollipop.blog@gmail.com com a seguinte informação:

 Categoria
 Exemplo de post que pode ser em word, power point, pdf ou outro (se não forem escolhidos esse post não será utilizado)
  Indicar o vosso blog, página pessoal, site, etc.. (caso tenham, não é obrigatório)


Selecção:

O impacto visual dos post e/ou das vossas páginas é muito importante e será o factor mais importante na minha decisão.

A escolha dos contribuidores será totalmente da minha resposabilidade sendo que assim que escolher informarei todos os que participaram se foram ou não escolhidos.


Muito importante:

  • Não haverá lugar a qualquer tipo de remuneração. O objectivo é permitir que partilhem no blog as vossas ideias, textos, etc. utilizando assim os seguidores/leitores do blog Rosa Lollipop.
  • Os post enviados no processo de candidatura não serão utilizados no blog no caso de não serem escolhidos.
  • Todos os post feitos pelas futuras contribuidoras:
    • Deverão ser originais e dá-se a preferência à utilização de imagens vossas, no caso de não ser possível as fotografias deverão identificar claramente qual a fonte da mesma (basta o link).
    • Poderão incluir links para os vossos sites, post, blogs, etc. 
    • Não poderão ser utilizados de forma integral nos vossos ou outros sites, blogs, etc.. mas poderão partilhar e divulgar o mesmo onde acharem conveniente. 

21/10/2013




"(...) Conta comigo sempre. Piso as mesmas pedras que tu pisas, ergo-me da face da mesma moeda em que te reconheço, contigo quero festejar dias antigos e os dias que hão-de vir, contigo repartirei também a minha fome mas, e sobretudo, repartirei até o que é indivisível. Tu sabes onde estou. Sabes como me chamo. Estarei presente quando já mais ninguém estiver contigo, quando chegar a hora decisiva e não encontrares mais esperança, quando a tua antiga coragem vacilar. Caminharei a teu lado. Haverá, decerto, algumas flores derrubadas, mas haverá igualmente um sol limpo que interrogará as tuas mãos e que te ajudará a encontrar, entre as respostas possíveis, as mais humildes, quero eu dizer, as mais sábias e as mais livres.
Conta comigo. Sempre." 

Joaquim Pessoa, in 'Ano Comum'

20/10/2013

As mulheres e as casas-de-banho

Depois de ter partilhado aquele texto do Diário de um Batom no facebook sobre a depilação, deixo-vos aquele texto que vos disse que tinha lido na internet sobre a ida das mulheres à casa-de-banho... Não sei quem escreveu mas está excelente! Lol!



"SÓ MESMO UMA MULHER PARA COMPREENDER A SAGA DA MULHER NUMA CASA DE BANHO PÚBLICA.....

*Por que é que as mulheres demoram tanto tempo quando vão à casa de banho?*

O grande segredo de todas as mulheres a respeito da casa de banho é que, quando eras pequenina, a tua mamã levava-te à casa de banho, ensinava-te a limpar o tampo da sanita com papel higiénico e depois punha tiras de papel cuidadosamente no perímetro da sanita.

Finalmente instruía-te: "nunca, nunca te sentes numa casa de banho pública!"

E depois ensinava-te a "posição", que consiste em balançar-te sobre a sanita numa posição de sentar-se sem que o teu corpo tenha contacto com o tampo.

"A Posição" é uma das primeiras lições de vida de uma menina, importante e necessária, que nos acompanha para o resto da vida. Mas ainda hoje, nos nossos anos de maioridade, "a posição" é dolorosamente difícil de manter,sobretudo quando a tua bexiga está quase a rebentar.

Quando *TENS* de ir a uma casa de banho pública, encontras uma fila enorme de mulheres que até parece que o Brad Pitt está lá dentro. Por isso, resignas-te a esperar, sorrindo amavelmente para as outras mulheres que também cruzam as pernas e os braços, discretamente, na posição oficial de “tou aqui tou-me a mijar!”.

Finalmente é a tua vez! E chega a típica "mãe com a menina que não aguenta mais” (a minha filhota já não aguenta mais, desculpe, vou passar à frente,que pena!). Então verificas por baixo de cada cubículo para ver se não há pernas. Estão todos ocupados.

Finalmente, abre-se um e lanças-te lá para dentro, quase derrubando a pessoa que ainda está a sair.

Entras e vês que a fechadura está estragada (está sempre!); não importa… Penduras a mala no gancho que há na porta… QUAAAAAL? Nunca há gancho!!

Inspeccionas a zona, o chão está cheio de líquidos indefinidos e fétidos, e


19/10/2013

São as Pessoas como Tu



São as pessoas como tu que fazem com que o nada queira dizer-nos algo, as coisas vulgares se tornem coisas importantes e as preocupações maiores sejam de facto mais pequenas. São as pessoas como tu que dão outra dimensão aos dias, transformando a chuva em delirante orvalho e fazendo do inverno uma estação de rosas rubras. 
As pessoas como tu possuem não uma, mas todas as v
idas. Pessoas que amam e se entregam porque amar é também partilhar as mãos e o corpo. Pessoas que nos escutam e nos beijam e sabem transformar o cansaço numa esperança aliciante, tocando-nos o rosto com dedos de água pura, soltando-nos os cabelos com a leveza do pássaro ou a firmeza da flecha. São as pessoas como tu que nos respiram e nos fazem inspirar com elas o azul que há no dorso das manhãs, e nos estendem os braços e nos apertam até sentirmos o coração transformar o peito numa música infinita. São as pessoas como tu que não nos pedem nada mas têm sempre tudo para dar, e que fazem de nós nem ícaros nem prisioneiros, mas homens e mulheres com a estatura da vida, capazes da beleza e da justiça, do sofrimento e do amor. São as pessoas como tu que, interrogando-nos, se interrogam, e encontram a resposta para todas as perguntas nos nossos olhos e no nosso coração. As pessoas que por toda a parte deixam uma flor para que ela possa levar beleza e ternura a outras mãos. Essas pessoas que estão sempre ao nosso lado para nos ensinar em todos os momentos, ou em qualquer momento, a não sentir o medo, a reparar num gesto, a escutar um violino. São as pessoas como tu que ajudam a transformar o mundo.

Joaquim Pessoa, in 'Ano Comum'

18/10/2013

'fancy



Adoro, é lindo!
Preço 114€ aqui.

As modas da vida

Lembro-me de ser miúda e de gostar dos óculos Ray ban do meu pai. Ainda não tinha idade para saber o que era a moda e de saber se os óculos dele estavam ou na moda. Lembro-me de ver a minha mãe de saia travada e achar um máximo e querer uma exactamente igual. Lá me fez a vontade e mandou fazer uma na costureira. Imaginem uma saia travada em tamanho miniatura num padrão que já não me lembro qual era mas em tecido fazenda. Acho que usei apenas uma vez, não por não querer usar mais… mas porque a saia era só por brincadeira.

Lembro-me exatamente do momento, já mais crescida, que vi pela primeira vez as calças à boca-de-sino e que fiquei a pensar “quero umas!”, lembro-me do sítio exacto, à porta da sala de música, uma colega chamada Liliana que tinha umas calças à boca-de-sino pretas. Não me lembro o que tinha vestido nesse dia, mas de certeza que não era preto porque nessa altura ainda me era uma cor totalmente vedada. Certamente estaria com umas calçonetas justas até a baixo e bastante coloridas.

Julgo que foi nesse exato momento que comecei a minha iniciação efetiva em moda.

Não necessariamente o gosto pela roupa porque sempre tive imensa, imaginem ser menina e filha de dona de loja de roupa de criança? O céu… sempre que chegava uma coleção nova eu era a primeira cliente e escolhia quase um modelito de cada. Depois claro, passava pelo rastreio da minha mãe que dizia que metade das coisas não precisava. Afinal tinha um armário de 4 portas cheia de roupa só minha….. ao que a minha mãe me dizia sempre que podia ter 4 filhas e que podiam trocar de roupa todos os dias! (e depois disto não vá uma pessoa tornar-se adulta e querer um closet….)

Mas continuando. Foi naquele dito momento das calça-à-boca-de-sino-da-minha-colega que a moda fez efetivamente um click na minha cabeça e com isso a vaidade e a necessidade de fazer parte do grupo das fixes e das mais fashions da escola.

Como se isso fosse realmente importante. Pois bem, mas na altura era.

Aí começou a saga da minha mãe, eu queria porque queria umas calças à boca-de-sino e a minha mãe (ainda) não tinha à venda. Tanto chateei e tanto pedi que a minha mãe, nem que tenha sido porque já não me podia ouvir, arranjou-me as calças. Eram de ganga e à boca-de-sino lembro de ter ficado em êxtase: das primeiras a usar calças à boca-de-sino na escola!

Depois disso seguiram-se umas vermelhas e só muito mais tarde tive as primeiras da cor proibida: pretas. Não me lembro desse momento porque afinal as calças à boca-de-sino já estavam totalmente propagadas pela escola e o preto já ia começando a usar aqui e ali.

Houve muitas outras modas…

dos allstars;

das botas com o remendo à frente que não me lembro do nome e que nunca tive nenhuma porque achava que era terríveis para miúdas;

dos lenços pretos e brancos com uma ponta em bico, não sei se alguém se lembra mas que toda a gente tinha, tinha;

das argolas grandes;

dos sapatos com plataforma estilo Spice Girls;

dos B&W que tive vários e de todas as cores e ainda hoje sou fã incondicional;

das madeixas coloridas no cabelo, apenas uma ou duas mas de cores inimagináveis como verde, azul, vermelho.
Eu tive 2 madeixas cor-de-laranja e achava-me um máximo!;

dos brincos não apenas um mas vários pela orelha acima, aliás quantos mais melhor, graças a deus que tive o bom-senso de "apenas" por três na orelha direita (o normal e mais 2), na altura era das que tinha menos!;

dos óculos da arnett;

das mochilas da eastpack;

dos telemóveis… os famosos nokia 3310;

e tantas outras coisas que era da moda e que hoje estão completamente démodé mas que se calhar daqui a uns tempos voltam outra vez, quem sabe?

Mas o que me leva a pensar é mesmo na importância que dávamos a essas coisas todas como forma de integração na sociedade e de ser fixe, é uma idade de afirmação e que supostamente, no nosso entender da altura, apenas os “fixes” são os melhores.

E afinal as modas mudam, o tempo passa e nós acabamos por perceber que nada disso é importante e que todos nós somos “fixes” à nossa maneira e que é muito melhor ser único e diferente do que igual a todos os outros.

É o que sempre me dizia a minha mãe “Não-sejas-uma-Maria-vai-com-as-outras. Pensa pela tua cabeça.”

17/10/2013

Dá para acreditar na idade desta Senhora?



Quantos anos dão a esta conhecidissima atriz brasileira, a Susana Vieira? 40? 50? Pois... Nada disso tem mais..... E não são 60 anos, são mais!!! 

Tem 71 anos!! É realmente impressionante, quem me dera chegar à idade dela e estar igual! 

14/10/2013

Tous

Gosto muito do conceito de personalização de artigos, especialmente em grandes marcas pois à partida a qualidade será excelente. No entanto, nunca fiz nenhuma porque claro está que personalizando faz com que o artigo fique ainda mais caro.

De qualquer forma fico sempre deliciada a ver o que se pode fazer e adoro é um gênero de DIY mas com produtos de marca.

Há uns 2 anos quando fui a Nova Iorque, no Macy's uma marca americana estava a oferecer a colocação do monograma na mala na compra de um determinado modelo. Achei um máximo e ainda fui para a fila porque as malas até não eram muito caras e eram girissimas, mas quando chegou à minha já tinham vendido as malas todas! Lol! Só mesmo nos EUA... 

Mas pronto, vi que a TOUS permite agora que façam online a personalização e queria partilhar convosco. Vejam no site algumas das opções já feitas. São lindas as malas mas os preços..... São bons para pedirem ao Pai Natal! ;)


11/10/2013

O que vestir em casamento no Outono-Inverno?

Apesar de ainda estar calor, as previsões indicam que as temperaturas vão baixar. Assim, quem tiver casamentos nas próximas semanas pode já estar a pensar no que é que vai vestir. 

Vi estes vestidos no site da nelly.com e acho que podem ajudar-vos a ter umas ideias....





Podem ver estes e outros vestidos aqui: www.nelly.com

Novo parceiro no blog: nelly.com

O novo parceiro é blog é o site www.nelly.com.

Para quem não conhece a nelly.com é a maior loja online da Escandinávia de venda de roupas, sapatos e artigos de beleza para homens e mulheres, sendo o seu mercado alvo os consumidores na faixa etária dos 18 aos 35 anos.

No site poderão encontrar  mais de 850 marcas diferentes e algumas delas bastante conhecidas como por exemplo a Jeffrey Campbell.

Passem por lá!!! Basta clicar na imagem em baixo:

v02 Image Banner 460 x 400

Neste momento com o código LOVE20 conseguirão um desconto de 20% em tudo à excepção dos artigos que já estão em saldos/promoções. Este código apenas será válido para compras efectuadas até dia 13-10-2013.

Entretanto farei uma wishlist deste novo parceiro e partilharei convosco!

Ausência: o motivo

Sim, estar uns dias longe do blog implica uma justificação perante os meus queridos leitores! ;)

Não, não fui até ao Qatar para a última entrevista daquele recrutamento que partilhei convosco... Aliás desse nem soube de mais nada. É realmente lamentável que as empresas insistam em não dar feedback a quem chamam para uma entrevista. Mas enfim, nem vou entrar por aí.

Mas sim, no motivo pelo qual estive estes diazinhos longe do blog. O que aconteceu foi simples: arranjei emprego e para comemorar isso fui férias! E teve de ser tudo a correr porque começo já na 2a feira o novo desafio profissional. Estou super-contente! Lembram-se daquele processo de recrutamento em fiz imensos testes? Pois bem, foi mesmo para esse. ;) 

E para contribuir para ego parece uma das outras entrevistas também avançou e acho que também me vão fazer uma proposta, porque ligaram-me entretanto e apesar de ter dito que já tinha emprego disseram que gostavam de falar comigo. É sempre assim! Aparece uma oportunidade e parece que atrai as restantes! Já da outra vez que estive desempregada aconteceu-me o mesmo. 

Por isso, para quem está numa situação como a minha, não percam a esperança ainda há por aí empregos. Não deixem de enviar CV's mesmo que não preencham todos os requisitos do anúncio enviem na mesma e pode ser que tenham sorte... No meu caso tive porque pediam algumas coisas que não tinha... 

E agora a parte melhor! Férias no Brasil!! Assim que cheguei ao aeroporto lia-se: Sorria que está na Bahia! O tempo esteve excelente à excepção do último dia, que apesar do calor, esteve a chover. O resto foi só praia, passear, comer, piscina, comer outra vez, e caipirinhas, enfim trabalhar para o bronze! Foi óptimo. 

Agora é preparar-me para as novas rotinas. Já sinto aquele frio'zinho na barriga de ansiedade do primeiro dia, de conhecer os novos colegas, o novo local de trabalho. As primeiras impressões são sempre importantes. 

Veremos como vais ser. Entretanto não vou deixar o blog mas vou ver como me vou organizar. Eventualmente vou fazer mais posts à noite. Conto convosco nesta nova fase da minha vida e do blog.